Alta de Bolsonaro pode ocorrer até terça-feira, prevê porta-voz

Evaristo Sá/AFP/Getty Images

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Porta-voz da Presidência espera que Bolsonaro tenha alta hospitalar até esta terça (17).

  • Alta dependerá da evolução do quadro clínico do presidente.

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, afirmou neste fim de semana que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) está “super bem”, caminhou novamente na área interna do hospital onde está internado, em São Paulo, e tem expectativa de alta para até terça-feira (17).

SIGA O YAHOO NOTÍCIAS NO INSTAGRAM

SIGA O YAHOO NOTÍCIAS NO FLIPBOARD

Rêgo Barros disse nesse sábado (14), segundo o jornal O Estado deS.Paulo, que Bolsonaro seguia à base de água, chá e a bolsa de alimentação, embora, disse, a equipe de governo esteja otimista quanto à possibilidade de o presidente ser liberado até mesmo antes desse prazo.

Leia também

Ontem, Bolsonaro recebeu visitas apenas de familiares, entre os quais a irmã, o cunhado e o sobrinho. No mesmo dia, o médico responsável pelo presidente, Antonio Macedo, deve reavaliar a dieta para decidir se muda da alimentação líquida para a cremosa.

“Acabei de falar com ele. Está super bem, caminhou hoje, recebeu a visita de familiares. À noite, o doutor Macedo vai voltar para fazer uma reavaliação da questão de alimentação. Diminui a endovenosa e começa a aumentar ou começar a inserir a cremosa”, informou Barros, em conversa com jornalistas, ontem à tarde, no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde Bolsonaro se recupera de uma cirurgia realizada no último domingo (8) para correção de uma hérnia incisional.

Neste domingo (15), o jornal O Globo informou que o ex-capitão tem respondido bem à dieta cremosa e deve começar a reduzir ainda hoje a alimentação endovenosa, etapa considerada fundamental para a alta hospitalar. O porta-voz da Presidência, de acordo com o jornal, classificou o ânimo de Bolsonaro como “excelente, e seu estado de saúde é compatível com a evolução, muito positivo”.

“Conversei com doutor Macedo e doutor Leandro há pouco mais de uma hora e eles saíram do quarto do presidente vivamente impressionados com a recuperação do presidente e a forma como ele está recebendo bem essa bonificação de ingestão calórica. A ultrapassagem dessa fase de cremosa para pastosa definirá, com outros parâmetros, a saída do presidente do hospital. Estamos bastante satisfeitos com a evolução do presidente e esperançosos que o mais pronto possível tenhamos a saída”, declarou Rêgo Barros em entrevista coletiva no hospital.

Embora o porta-voz da Presidência cogite uma possível alta do presidente para até a próxima terça, a previsão dependerá da evolução do quadro clínico de Bolsonaro, ele admitiu.

“A alta estará sempre associada ao quadro clínico do presidente. Ele vem evoluindo muito bem, então há uma expectativa de que em um prazo breve ele possa obter as decisões dos médicos para essa alta”, afirmou Rêgo Barros hoje.

Ontem, ao ser questionado se Bolsonaro vinha conversando com ministros, Barros afirmou que “se está, é muito pouco”. “Ele está cumprindo a risca o que o doutor Macedo vem prescrevendo. Ele pega no celular, mas muito pouco. Diferente até da outra cirurgia, em que ele estava até mais antenado”, informou o porta-voz, acrescentando que o presidente está “muito comedido” e usando o celular apenas para ler.