Portugal atinge 80% da população totalmente vacinada contra Covid-19

·2 minuto de leitura
Vice-almirante Henrique de Gouveia e Melo visita centro de vacinação em Seixal

Por Catarina Demony e Miguel Pereira

LISBOA (Reuters) - Portugal aplicou vacinação completa contra o coronavírus em 80% de sua população, segundo dados oficiais, tornando-se um dos países mais vacinados do mundo, ao mesmo tempo em que as autoridades retiram gradualmente a maioria das restrições contra a Covid-19.

De acordo com um levantamento da Reuters, Portugal e os Emirados Árabes Unidos têm o mesmo índice de vacinação completa e ocupam a liderança em conjunto no mundo.

O país do sul da Europa, que no início deste ano sofreu com o que era à época o pior surto de coronavírus do mundo, vacinou cerca de 8,2 milhões de pessoas de sua população de pouco mais de 10 milhões, informou a Direção-Geral da Saúde (DGS), na noite de terça-feira.

Quase todos os adultos com mais de 65 anos e metade dos jovens de 12 a 17 anos já foram totalmente vacinados, segundo a DGS. Todas as pessoas com mais de 12 anos podem receber a vacina em Portugal.

"Não estou preocupado se somos o número 1, 2 ou 3 (do mundo)", disse o chefe da força-tarefa de vacinação de Portugal, o vice-almirante Henrique de Gouveia e Melo, após uma visita a um centro de vacinação perto de Lisboa durante o fim de semana.

"O que eu quero é controlar o vírus, vacinar o maior número possível de pessoas elegíveis para que o vírus não tenha espaço de manobra", disse ele do lado de fora do centro, onde foi aplaudido enquanto caminhava.

Gouveia e Melo tem sido amplamente elogiado por estabelecer uma rápida campanha de vacinação, o que permitiu a Portugal suspender grande parte das restrições ao coronavírus.

O uso da máscara deixou de ser obrigatório ao ar livre a partir de segunda-feira.

(Reportagem de Catarina Demony, Miguel Pereira e Pedro Nunes)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos