Portugal capta um bilhão de euros a juros alto

Peter Muhly
Portugal captou nesta quarta-feira um bilhão de euros a curto prazo e a juros bem elevados, mas com uma demanda mais baixa, depois que a agência de classificação Moody's rebaixou na véspera em dois degraus a nota soberana do país.

Portugal captou nesta quarta-feira um bilhão de euros a curto prazo e a juros bem elevados, mas com uma demanda mais baixa, depois que a agência de classificação Moody's rebaixou na véspera em dois degraus a nota soberana do país.

O juro médio exigido pelos investidores para esta missão de bônus do Tesouro a 12 meses ficou em 4,331%, contra 4,057% na realizada em 2 de março, anunciou o Instituto de Gestão do Crédito Público (IGCP).

A demanda foi 2,2 vezes superior à oferta, abaixo da cifra registrada há duas semanas.

Na véspera, a agência de classificação Moody's anunciou que baixou em dois graus a nota da dívida soberana de Portugal. Foi para "A3".

A Moody's citou a conjuntura econômica incerta ante um ambicioso programa de austeridade do governo.

A agência informou em comunicado que a nota deveu-se a uma "perspectiva negativa", significando que ainda poderá ser reduzida.

Citou ainda "expectativas de crescimento e aumentos de produtividade moderados em curto e médio prazos, antes que as reformas estruturais, em particular as do mercado de trabalho e do sistema judiciário, comecem a dar seus frutos".

A Moddy's também vê "riscos na realização de ambiciosos objetivos de saneamento fiscal do governo".