Posse adiada

Depois de 500 dias de escândalos, três eleições e inúmeras negociações, a posse do governo de união israelense, formado por Benjamin Netanyahu e seu antigo rival Benny Gantz, foi adiada mais uma vez, em meio a negociações sobre a distribuição dos ministérios.