Posse no TSE tem segurança reforçada e 22 governadores

***ARQUIVO***SÃO VICENTE SP, 02.08.2022 - O candidato a vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB). (Foto: Bruno Santos/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO VICENTE SP, 02.08.2022 - O candidato a vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB). (Foto: Bruno Santos/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O candidato a vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) comentou com aliados que ficou impressionado com a presença de 22 governadores na posse do ministro Alexandre de Moraes na presidência do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Na sua avaliação, um número tão expressivo, ainda levando em conta que muitos estão em campanha nos seus estados, é um sinal do compromisso da classe política com a democracia e com o sistema eleitoral brasileiro.

O evento também foi prestigiado por embaixadores, ex-ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e ex-presidentes da República o que, em um momento de tensão política, culminou em um inédito esquema de segurança.

O secretário de Polícia Judicial, Disney Rosseti, ex-superintendente da PF (Polícia Federal) em São Paulo por anos, acompanhou in loco a operação o tempo todo. Alexandre de Moraes analisou pessoalmente os nomes de quem seria autorizado a entrar no plenário durante a posse.