Possível vice de Bolsonaro, Braga Netto diz que sem auditoria, ‘não tem eleição'

General Walter Braga Netto deve ser vice na chapa do presidente Jair Bolsonaro (Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
General Walter Braga Netto deve ser vice na chapa do presidente Jair Bolsonaro (Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

Resumo da notícia

  • Provável vice de Bolsonaro, Walter Braga Netto afirmou que, sem voto auditável, não haverá eleições

  • Declaração aconteceu em encontro com empresários no Rio de Janeiro

  • Braga Netto afirmou que frase foi tirada de contexto e mal compreendida

Em um encontro com empresários no Rio de Janeiro, o general Walter Braga Netto (PL), provável vice na chapa de Jair Bolsonaro (PL) afirmou que, sem auditoria nos votos, “não tem eleição”. A fala foi divulgada pela coluna da jornalista Malu Gaspar, no jornal O Globo.

O posicionamento de Braga Netto aconteceu durante uma fala na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, na última sexta-feira (24). Presentes relataram a O Globo que, após a declaração, houve um silêncio, sinalizando constrangimento.

O militar teria repetido a narrativa bolsonarista de que não há informações suficientes sobre a segurança das urnas eletrônicas, tampouco um sistema para auditar o resultado. A informação não é verdadeira: o voto é auditável e nunca houve qualquer suspeita fundamentada de fraude no uso da tecnologia.

Ao jornal O Globo, Braga Netto afirmou que a fala foi tirada de contexto. “Braga Netto não afirmou, durante encontro com empresários na FIRJAN, que sem auditoria do sistema eleitoral não haverá eleições. Houve uma má interpretação ou entendimento fora do contexto do interlocutor”, declarou.

“A auditagem já está prevista em lei. Em sua fala, Braga Netto apenas reafirmou a importância desse instrumento para que a confiança no sistema eleitoral seja fortalecida”, dizia a nota.

Walter Braga Netto deixou nesta sexta-feira (1º) o cargo de assessor especial da Presidência da República. A data limite para se descompatibilizar de cargos públicos para concorrer nas eleições de outubro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos