Post que compara preço do botijão de gás com salário mínimo é enganoso

·2 minuto de leitura
  • Peça de desinformação circula nas redes sociais

  • Tabela traz dados imprecisos e desatualizados

  • Comparação ignora cenário econômica e políticas de preços adotadas ao longo dos anos

Ao analisar o Google Trends – plataforma que exibe os termos mais populares pesquisados pelos usuários – é possível verificar que a busca pelos termos gás de cozinha e ICMS, sigla para Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, cresceram nos últimos meses, principalmente em agosto, quando o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a inflar sua base aliada para as manifestações de raiz golpista do 7 de setembro e atribuir a responsabilidade pelo aumento nos preços dos combustíveis aos governadores.

O Yahoo! Notícias verificou como a gasolina é calculada no Brasil e os itens que compõem o preço final do gás de cozinha.

Leia também:

Circula nas redes sociais uma tabela, escrita à mão, que compara o preço do gás de cozinha e o salário mínimo nos últimos 20 anos. A imagem traz dados imprecisos e compara de forma incorreta o preço médio do botijão de gás – desconsiderando a época do ano, o cenário econômico e as políticas de preços adotadas em cada período.

A tabela traz dados imprecisos e faz comparação incorreta (Foto: Twitter/Reprodução)
A tabela traz dados imprecisos e faz comparação incorreta (Foto: Twitter/Reprodução)

Por exemplo, a partir de 2016 a precificação adotada pela Petrobras passou a ser regulada pelo Preço de Paridade de Importação (PPI) para o petróleo e seus derivados. Dessa forma, a cotação do dólar e o valor internacional do barril de petróleo influenciam os preços cobrados ao consumidor final.

Consultando a série histórica de preços, feita pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), é possível verificar que os valores do botijão de gás, também conhecido como Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) divergem dos dados oficiais da ANP. Além disso, ao comparar a evolução do salário mínimo, realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), observamos que os valores dos salários escritos na tabela trazem dados errados em alguns anos.

A peça de desinformação também foi analisada pelo Comprova.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos