Postura de Janones no debate desagrada campanha de Lula

Nos bastidores do debate da Band, Janones e Salles discutiram e foram contidos por seguranças (Foto: Reprodução)
Nos bastidores do debate da Band, Janones e Salles discutiram e foram contidos por seguranças (Foto: Reprodução)

Integrantes da campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não gostaram da postura de André Janones (Avante-MG) nos bastidores do debate do domingo (28).

O ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles e o deputado federal, que deixou a candidatura à Presidência para apoiar Lula, discutiram e quase foram às vias de fato.

Os dois gritavam um com o outro e Janones filmava a discussão. Já Salles apontava o dedo na cara do apoiador do ex-presidente. Eles tiveram de ser apartados por seguranças do local.

Segundo o jornalista Alberto Bombig, do portal UOL, Janones é visto por uns como grande esperança para alavancar nas redes sociais. Em contrapartida, o “excesso de voluntarismo” do parlamentar preocupa a campanha de Lula.

Ao jornalista, petistas que estavam no local reprovaram a postura de Janones. Isso porque, na avaliação deles, o deputado ajudou Salles a se promover, além de criar um clima tenso —o combinado era demonstrar firmeza e serenidade para lidar com apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL).

A briga

Depois do debate, o deputado revelou, por meio de suas redes sociais, o que disse a Salles e que teria irritado o ex-ministro a ponto de gerar uma briga.

“Confesso para vocês que tive minha parcela de culpa, uma vez que cheguei nele cara a cara e disse a ele, ao pé do ouvido, que eu ia plantar uma árvore na porta da casa dele. Foi isso que gerou toda a confusão”, declarou em vídeo.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)