A poucos dias do fim do mandato, Trump vai ao Texas para ver muro de fronteira

Steve Holland
·1 minuto de leitura
Trump, em evento em Washington

Por Steve Holland

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, planeja sair da reclusão na terça-feira pela primeira vez desde que o Capitólio foi invadido por manifestantes pró-Trump e vai viajar para Álamo, no Texas, para visitar o muro de fronteira.

Trump concordou com a viagem, depois que membros de sua equipe o encorajaram a realizar eventos que destacassem seu legado. Ele passou os últimos dois meses em uma tentativa inútil de contestar a eleição de 3 de novembro vencida pelo presidente eleito democrata Joe Biden.

Desapontado com pouco mais de uma semana até entregar o poder a Biden, Trump está trancado na Casa Branca com conselheiros próximos desde quarta-feira, quando seus apoiadores cercaram o Capitólio e a violência resultante levou à morte de seis pessoas.

Ao longo de seu mandato, Trump buscou reduzir os imigrantes transfronteiriços e a imigração legal, e o projeto do muro data de sua promessa de 2016 de selar a fronteira com o México com um muro.

O porta-voz da Casa Branca Judd Deere disse que a visita marcaria a "conclusão de Trump de mais de 400 milhas (644 km) de muro de fronteira - uma promessa feita, promessa mantida - e os esforços de sua administração para reformar nosso sistema de imigração quebrado".

(Reportagem de Steve Holland; reportagem adicional de Mimi Dwyer em Los Angeles)