Poupadores que sofreram prejuízo com planos econômicos podem ser indenizados

·1 minuto de leitura
Notas e moedas de reais. (Foto: Getty Images)
Notas e moedas de reais. (Foto: Getty Images)
  • Poupadores que sofreram prejuízos com planos econômicos passados brasileiros podem ser indenizados.

  • Acordo firmado com STF é relacionado a planos dos anos 1980 e 1990.

  • Segundo presidente de associação, muitos não sabem que têm direito ao dinheiro.

Um grupo de poupadores brasileiros que foram prejudicados em seus rendimentos por conta de planos econômicos que tentaram controlar a hiperinflação nos anos 1980 e 1990 poderão ser indenizados, segundo decisão do Supremo Tribunal Federal em 2018.

Leia também:

Mas 300 mil desses poupadores ainda não aderiram ao acordo coletivo homologado pelo STF. As informações são de reportagem do jornal O Globo, com base em levantamento da Frente brasileira Pelos Poupadores (Febrapo).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O prazo vai até dezembro de 2022, e inclui titulares de cadernetas de poupança ou seus herdeiros, que deram entrada com ação judicial até 20 anos depois da edição de cada um dos planos econômicos.

Os planos econômicos em questão são, segundo O Globo: Bresser (1987), Verão (1989), Collor 1 (1991) e Collor 2 (1991). Os cálculos serão baseados em multiplicações sobre os saldos da época.

Segundo Ana Carolina Seleme, presidente da Febrapo, em entrevista ao jornal, muitas pessoas ainda não aderiram ao acordo por não saberem dele.

"Já se passou muito tempo desde o início desses processos, os poupadores estão com a idade bastante avançada e com a saúde debilitada, ou até já morreram”, diz ela. “Daí está a dificuldade de adesão ao acordo. Muitos têm direito de receber esse dinheiro e nem sabem."

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos