Poupanças de energia na Dinamarca podem atingir iluminações de Natal

Em tempo de poupança de energia, as iluminações públicas estão na mira da maioria dos responsáveis das autarquias e as iluminações de Natal podem vir a ser sacrificadas em muitas cidades da Europa.

Na Dinamarca, os cidadãos começam a habituar-se à ideia de que o inverno será um pouco mais escuro do que o habitual, com a iluminação da rua diminuída ou mesmo desligada, mas têm dificuldade em aceitar que o Natal não tenha o mesmo brilho.

Yvonne Rasmussen, residente na cidade de Vejle, diz: "Vejle é bonita no mês de dezembro e temos uma grande árvore de Natal na praça principal com as luzes acesas. Será uma vergonha se é aí que vamos poupar".

As escolas e outros edifícios públicos preparam-se para baixar os termóstatos. Um grau que seja, pode fazer a diferença nas faturas.

O professor Simon Krogh-Nielsen não está preocupado.

"Se baixassem para 16 graus, estaríamos aqui sentados com gorros e luvas calçadas. Isso seria outra coisa, mas um grau a menos, acho que não faz grande diferença para nós", afirma.

Luzes de iluminação pública podem vir a ser desligadas durante a noite [entre as 22h e as 5h da manhã] se a segurança pública o permitir, tanto mais que os testes mostram que a simples redução de uma hora por dia pode significar uma poupança de 40 mil euros por ano, numa cidade média da Dinamarca.