Poupar dinheiro: alguns hábitos podem ajudar nesta tarefa

Reprodução

Por Fernanda Santos

Apenas 45% dos brasileiros fazem algum tipo de poupança para o futuro, segundo pesquisa recente do instituto Datafolha. O pouco conhecimento financeiro está entre os fatores que levam o Brasil a ser um dos países mais imediatistas do mundo quando o assunto é consumo.

“Não existe uma fórmula pronta para o sucesso. Cada pessoa tem uma visão diferente sobre o futuro, além de objetivos de vida distintos. Você deve antever suas própria necessidades, se planejar”, aconselham os consultores financeiros da W1 Finance, Gabriel Thiede e João Victor Lisbôa.

Pensando em hábitos simples que podem ser mudados, os especialistas deram algumas dicas que vão ajudar você a planejar sua vida financeira e começar a poupar dinheiro, seja para realizar planos em longo prazo, seja para eventualidades.

1. Comece o quanto antes

Não há idade certa para começar a poupar, mas quanto mais jovem for, mais tempo você terá para juntar dinheiro. Se fizer uma previdência privada, por exemplo, poderá contribuir com parcelas menores e, ainda assim, ter uma quantia interessante quando chegar à aposentadoria.

2. Compreenda seus ganhos e gastos

Controlando as despesas, você evita gastar dinheiro com coisas supérfluas e, ao fim do mês, terá alguma quantia economizada para guardar.

3. Invista ao menos de 10% a 20% do que ganha para o futuro

Quando o salário cair na sua conta, uma parte pode ser automaticamente destinada a aplicações. “Fazendo isso, você se diferencia de grande parte dos brasileiros. Mas nunca gaste mais do que ganha”, alertam os especialistas da W1 Finance.

4. Faça seguros que protejam sua fonte de renda e seu patrimônio

Especialmente o seguro de vida é muito importante, pois garante que sua família não ficará desamparada caso você se ausente da renda familiar.

5. Tenha uma reserva de, pelo menos, 6 vezes seu custo de vida

Em casos de demissão, por exemplo, você conseguirá se manter por alguns meses enquanto não se realoca no mercado de trabalho.

6. Saiba que a poupança não é o único investimento seguro

Outras aplicações, como CDB, LCI, LCA, Títulos Públicos e Fundos de Investimentos, são tão seguros quanto a caderneta e podem render mais. É preciso sair do convencional.

7. Por fim, guarde dinheiro para a aposentadoria.

“Capital = Tempo x Dinheiro x Rentabilidade. Quanto mais tempo você guarda dinheiro, mais capital você acumula”, explicam os consultores, lembrando que a previdência pública tende a remunerar cada vez menos os brasileiros.

Para os especialistas, poupar dinheiro é um hábito imprescindível e, em tempos de crise, pode ser a garantia de um futuro mais tranquilo. “Por conta da falta de planejamento financeiro, hoje, mais da metade das famílias brasileiras estão endividadas. Quem acaba lucrando com isso são os bancos e empresas de crédito pessoal.”

Leia também: Brasileiros são imediatistas no consumo e não costumam guardar dinheiro