Powell diz que redução de compras de títulos deverá acontecer "bem antes" de alta de juros

·1 minuto de leitura
Chair do Fed, Jerome Powell

WASHINGTON (Reuters) - O Federal Reserve (Fed) vai reduzir suas compras de títulos antes de se comprometer com uma alta dos juros, afirmou nesta quinta-feira o chair do banco central dos Estados Unidos, Jerome Powell, esclarecendo a ordem de mudanças na política monetária que ainda levarão meses, se não anos, para acontecer.

Atualmente, o Fed está adquirindo, mensalmente, 120 bilhões de dólares em títulos emitidos e lastreados pelo governo, comprometendo-se a continuar a fazê-lo até que a economia esteja totalmente recuperada.

Esse programa começará a ser reduzido antes que o Fed chegue ao ponto de elevar a meta de taxa de juros de seu nível atual próximo de zero. O juro em mínimas históricas é a segunda forma mais importante pela qual o banco central atualmente apoia a economia.

"Chegaremos ao momento em que vamos reduzir as compras de ativos quando tivermos feito mais avanço substancial na direção de nossas metas em relação a dezembro passado", disse Powell em comentários ao Clube Econômico de Washington.

"Isso ocorreria, em todas as probabilidades, antes, bem antes do momento em que consideraremos elevar a taxa de juros. Não votamos sobre isso, mas essa é a percepção de orientação."

À medida que o ritmo das compras mensais diminuir e, eventualmente, chegar a zero, o Fed enfrentará uma decisão subsequente sobre se permitirá que o tamanho total de seus ativos diminua conforme os títulos em sua carteira vencem.

Ao "normalizar" a política monetária a partir de 2014, o Fed a princípio reinvestiu títulos vincendos para manter seu balanço geral constante, mas depois permitiu que a carteira de ativos diminuísse.

"Essas são decisões que temos pela frente", disse Powell, que, contudo, descartou a redução do balanço patrimonial com a venda ativa de títulos em algum momento.

(Reportagem de Howard Schneider)