Pré-candidato, amigo de Bolsonaro diz que ocupa cargo no governo do Rio contra sua vontade

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Ex-assessor e uma das pessoas mais próximas do presidente Jair Bolsonaro (PL), Waldir Ferraz já participa de eventos como pré-candidato a deputado federal pelo Rio de Janeiro.

Organizador de motociatas de Bolsonaro, ele tem um cargo de confiança na Secretaria de Esportes do estado do Rio, para o qual foi nomeado em 25 de maio. A lei eleitoral exige que, em casos como o dele, a desincompatibilização ocorra a três meses do pleito, ou seja, em 2 de julho.

Ferraz participou na última quarta-feira (1º) de um debate virtual com outros pré-candidatos bolsonaristas. Em 2020, ele disputou cargo de vereador no Rio pelo Republicanos, mas não foi eleito.

Apesar disso, o ex-assessor afirmou à Folha de S.Paulo que só vai decidir se será mesmo candidato quando chegar a época das convenções partidárias, em julho e agosto. Ferraz é atualmente filiado ao PL.

Ele também afirma que não quer ficar no cargo do governo e já pediu para sair.

"Saí de um cargo no governo em maio. Depois me botaram de volta, não sei como. Não quer saber desse cargo, não quero virar alvo." Ele diz que justamente por não querer ocupar a função não tem aparecido para trabalhar na secretaria.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos