Pré-sal já responde por 60% da produção de petróleo no Brasil

Bruno Rosa e Ramona Ordoñez

RIO — A Petrobras informou que a produção de petróleo e gás natural atingiu em 2019 a média de 2,770 milhões de barris por dia, dentro de sua meta. O número representa um aumento de 5,4% em relação ao ano anterior, que foi de 2,628 milhões de barris diários. Desse total, somente o petróleo produziu 2,172 milhões de barris diários, alta de 6,7% ante 2018.

Segundo a Petrobras, em comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o aumento ocorreu por conta do avanço no pré-sal, que somou 1,277 milhão de barris de petróleo por dia em 2019, uma alta de 28,5% em relação ao ano anterior. Assim, o pré-sal começa 2020 representando 59% da produção de petróleo no Brasil.

Em relação ao refino, a produção de derivados em 2019 foi de 1,779 milhão de barris por dia, uma queda de 0,8% em relação ao ano anterior. "Este decréscimo se deveu às menores vendas no mercado nacional, principalmente de diesel (com queda de 2,4% no ano), e às paradas programadas para manutenção que ocorreram na Regap (em Minas Gerais) e Revap (em São Paulo)", disse a estatal no comunicado.

O volume de produção da gasolina em 2019 ficou praticamente estável. A estatal destacou ainda que "houve queda das vendas em função das maiores participações de mercado dos importadores e do etanol hidratado. Essa queda foi compensada pelo aumento da exportação", disse a estatal.

A estatal destacou que ainda a exportação de petróleo aumentou 25,2% em 2019 para 536 mil de barris por dia. "Em novembro, a exportação da Petrobras atingiu o nível recorde de 767 mil barris por dia", informou a companhia.

No segmento de gás e energia destacam-se a geração elétrica, que aumentou 16% nmo quarto trimestre de 2019 em relação ao trimestre anterior, refletindo a piora do cenário hidrológico.