Prédio construído por PM ligado à milicia é demolido em operação na Muzema

·1 min de leitura

O Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do estado do Rio e a Secretaria de Ordem Pública (Seop) realizam uma nova operação nesta quarta-feira na comunidade da Muzema, no Itanhangá, Zona Oeste do Rio. A ação tem o objetivo de demolir um prédio que está sendo construído irregularmente na comunidade.

Segundo investigação do Gaeco, a construção pertence ao policial militar Ronny Pessanha de Oliveira, preso acusado de integrar a milícia da Muzema e de Rio das Pedras.

O prédio está localizado em área verde e sua construção não atende à legislação vigente. As obras estão ocorrendo sem licença da Prefeitura do Rio e não houve aprovação de qualquer projeto pela administração municipal, de acordo com dados apurados pelo EXTRA. Após uma vistoria feita pela prefeitura esta semana, foi determinada a demolição do prédio, uma vez que não há possibilidade de regularização da construção.

Ao todo são cinco pontos na região onde haverá demolições nesta quarta-feira. A operação do Gaeco do MPRJ ocorre com o apoio da subprefeitura da Barra da Tijuca e da PM.

Ronny foi preso em dezembro do ano passado, acusado de integrar o núcleo de segurança das milícias. Como ainda faz parte dos quadros da PM, ele está preso na unidade prisional da corporação em Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

No início deste mês, em outra operação do MP, Seop e Polícia Militar, um supermercado que estava sendo construído pela milícia na Muzema foi demolido. A obra, de acordo com as investigações, a obra custou R$ 5 milhões.

Em setembro, outros dois prédios irregulares foram demolidos na Muzema em operação também do MP e da Seop. A demolição foi determinada pela Justiça, após ação do Ministério Público.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos