Prévias do PSDB: problemas com aplicativo persistem e suspensão é cogitada

·2 min de leitura
Prévias do PSDB: problemas com aplicativo persistem e suspensão é cogitada (Foto: Reprodução/ Fabio Teixeira/NurPhoto via Getty Images)
Prévias do PSDB: problemas com aplicativo persistem e suspensão é cogitada (Foto: Reprodução/ Fabio Teixeira/NurPhoto via Getty Images)
  • Resumo da notícia

  • O aplicativo das prévias do PSDB se mantém

  • A votação estava acirrada entre João Dorie e Eduardo Leite

  • A instabilidade maior ocorreu na ferramenta de reconhecimento facial do aplicativo

BRASÍLIA - As instabilidades no aplicativo das prévias do PSDB se mantém e o resultado final deve ser novamente adiado. É o que prevê integrantes da equipe do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e do governador de São Paulo, João Doria. Os dois lados já propuseram ampliar o tempo de votação que pode se estender até a madrugada desta segunda-feira. 

Apoiador de Leite, o deputado Paulo Abi Ackel, presidente do diretório de Minas Gerais, foi além e afirmou que os problemas no sistema podem "inviabilizar" o processo. Mais ponderado, o governador gaúcho elencou a suspensão das prévias como uma "possível solução". 

- A partir da evolução, tomar a decisão sobre o melhor encaminhamento, se é suspensão, prorrogação, adiamento. Essa solução [deve vir] a partir de um relatório técnico - disse Leite. Formalmente, o diretório do Rio Grande do Sul já pediu uma reunião com a Executiva Nacional do PSDB para avaliar os problemas no sistema.

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou que deixou o Centro de Convenções Ullysses Guimarães, onde ocorre as prévias, para ir à sede do PSDB, onde foi montado um bunker para acompanhar o resultado das eleições internas. - Queremos prévias, lisura e que todos os filidaos cadastrados tenham direito ao voto! - publicou Doria, nas redes sociais. 

Segundo dirigentes tucanos, a instabilidade maior ocorreu na ferramenta de reconhecimento facial do aplicativo, que atesta se o filiado que está votando é ele mesmo.

A reportagem acompanhou uma conversa entre o deputado federal Lucas Redecker (PSDB-RS), da coordenação de Leite, conversando com o deputado estadual Cauê Macris (PSDB-SP), do time de Doria, sobre a possibilidade de reunir internamente a equipe dos dois candidatos para chegar a uma solução. Por enquanto, a mais provável de prorrogar por mais tempo a votação.

- Se as pessoas não estão conseguindo registrar. É melhor que ampliar esse tempo até para amanhã, talvez - disse Redecker.

Inicialmente, a votação, que começou às 7 horas, deveria se encerrar às 15 horas. Depois, a votação foi prorrogada para até às 18 horas. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos