Prêmio Nobel da Paz Ramos Horta volta à presidência da República no Timor Leste

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O ex-presidente e ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 1996, José Ramos Horta, venceu as eleições presidenciais no Timor Leste na terça-feira (19). A posse está marcada para o dia 20 de maio, data do 20° aniversário da independência do país. Em entrevista à RFI, ele conta que decidiu voltar à política após a insistência dos timorenses para que usasse sua experiência diante da situação difícil do país asiático lusófono.

Ramos Horta obteve 62,09% dos votos, contra 37,91% para o presidente em fim de mandato, Francisco Guterres "Lu Olo", no segundo turno da eleição. Horta assume o cargo uma década depois de ter deixado a presidência da República, cargo que ocupou entre 2007 e 2012.

A partir de 2013, José Ramos Horta assumiu diferentes funções, como a de representante do secretário-geral das Nações Unidas na Guiné-Bissau. Antigo chefe da diplomacia e ex-primeiro-ministro, Ramos Horta alega que só a insistência da população o convenceu a voltar a disputar uma eleição.

Nunca esteve nos meus planos de vida voltar à presidência ou a qualquer função oficial pública timorense. Eu deixei a presidência em 2012 e assumi várias funções internacionais, com as Nações Unidas, com think tanks, e outras iniciativas acadêmicas”, explica Ramos Horta.

A seguir, acompanhe a íntegra da entrevista.

RFI: O chefe de Estado que deixa o cargo já lhe ligou para dar os parabéns?


Leia mais

Leia também:
São Tomé e Príncipe e Timor Leste reforçam cooperação
Prêmio Nobel da Paz, Ramos-Horta será candidato à presidência do Timor Leste aos 72 anos
Timor Leste: 2° turno de eleição presidencial vai decidir entre atual presidente ou Nobel da Paz

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos