Príncipe Harry cogita não ir à coroação do pai: 'Muita coisa pode acontecer'

O príncipe Harry, de 38 anos, disse que cogitar não ir à coroação do pai, o rei Charles III, informou o jornal The Guardian. A fala foi feita durante uma entrevista para a rede de televisão britânica Independent Television (ITV). A entrevista com o jornalista Tom Bradby, para quem o duque de Sussex deu a declaração, deve ir ao ar no próximo domingo. O monarca inglês será oficialmente coroado no dia 6 de maio.

A gravação com a ITV é uma das duas conversas com jornalistas já filmadas por Harry antes da publicação de seu livro de memórias "Spare". No Brasil, a obra de 512 páginas será publicada pela Editora Objetiva e se chamará "O que sobra". A autobriografia será lançada no dia 10 de janeiro, um dia após o aniversário de 41 anos da cunhada dele, Kate Middleton.

A outra entrevista pré-gravada do príncipe foi feita pelo jornalista e escritor americano Anderson Cooper. A conversa entre os dois também vai ao ar neste domingo, no canal de notícias Columbia Broadcasting System, a CBS TV.

O The Guardian também divulgou, nesta quarta-feira, trechos do livro de Harry. Em um deles, o duque revelar ter sido fisicamente "atacado" por seu irmão mais velho, o príncipe William, durante uma discussão em 2019.

De acordo com o jornal, Harry escreve que durante um desentendimento na cozinha de casa, em Londres, William chamou a esposa dele, Meghan Markle, de "difícil", "rude" e "áspera", antes de derrubá-lo no chão, enquanto a dupla continuava a discutir.

"Ele me agarrou pela gola [da camisa], arrancou a gola e me jogou no chão. Caí na tigela do cachorro, que quebrou nas minhas costas, com pedaços me cortando", relatou o veículo, citando o livro.