Príncipe Philip "se dedicou com gosto" ao povo do Reino Unido, diz Biden

·1 minuto de leitura
O príncipe Philip, em 22 de julho de 2020, no castelo de Windsor, Reino Unido

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, lembrou-se do falecido príncipe Philip nesta sexta-feira como um servo dedicado ao Reino Unido e seu povo.

Falando com repórteres na Casa Branca, o presidente disse que ele e sua esposa Jill Biden enviaram condolências à Rainha Elizabeth II.

"Ele era um grande homem", disse Biden, elogiando os serviços que o príncipe prestou ao Reino Unido e à Commonwealth, e relembrando sua "bravura" na Segunda Guerra Mundial.

Biden destacou que o impacto das décadas que o príncipe, que morreu nesta sexta-feira aos 99 anos, se dedicou ao serviço público “é evidente nas causas nobres que apoiou”.

“Seu legado viverá não só por meio de sua família, mas em todas as iniciativas de caridade que ele promoveu”, disse o presidente.

O chefe de Estado democrata destacou o trabalho beneficente do príncipe Philip, que definiu como um "campeão do meio ambiente".

"Acho que eles vão sentir falta dele, principalmente no Reino Unido. Noventa e nove anos e ele nunca parou", disse Biden, que aos 78 se tornou a pessoa mais velha a assumir a presidência de seu país.

“Desde o serviço prestado durante a Segunda Guerra Mundial, passando pelos 73 anos que esteve com a rainha e toda a sua vida perante a opinião pública, o Príncipe Philip dedicou-se com gosto ao povo do Reino Unido, à Commonwealth e à sua família”, ele havia observado anteriormente em um comunicado.

sms/jm/dg/mps/ap