Preço da gasolina reduz menos de R$ 0,10 e segue na média de R$ 6,6 no país

·1 min de leitura

RIO - A gasolina está baixando, mas o recuo não chega a dar R$0,10 por litro em um mês. Entre o dia 26 de dezembro e 1 de janeiro, o preçomédio do litro custou R$ 6,618, segundolevantamento realizado pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Na primeira semana dedezembro, a gasolina comum estava em R$ 6,708. Nas semanas seguintes, a medianapassou para R$ 6,679 e depoispara R$ 6,626.

Ou seja, uma diferença deapenas R$ 0,09 centavos em um mês. Como os carros populares de passeiocomportam em torno de 50 litros, um tanque cheio teria uma economia de cerca deR$ 4,5.

Na pesquisa da ANP naúltima semana do ano, o valor do litro mais baixo foi encontrado em São Paulo(R$ 5,29) e o mais alto, no Rio (R$ 7,90).

Na comparação entre valores médios mínimos também houveredução. O menor valor do litro encontrado passou de R$ 5,68 para R$ 5,29,ambos em São Paulo.

Já o preço médio máximo continua no Rio de Janeiro, em R$7,90. Além dele, em outros 17 estados, o litro passou dos R$ 7.

O mesmo movimento de queda ínfima é observado no etanol, quepassou de R$ 5,21 no início de dezembro para R$ 5,06.

O diesel manteve o mesmo patamar da semana anterior, de R$5,33, assim como o gás de botijão (GLP), queficou em R$ 102,28, de acordo com a pesquisa.

Já o gás GNV também seguena casa dos R$ 4,3 com oscilação entre R$0,01 e R$ 0,07 no mês passado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos