Preço do petróleo cai com perspectiva de retomada de oleoduto Keystone e demanda enfraquecida

Por Laila Kearney

NOVA YORK (Reuters) - O petróleo fechou em baixa pela quinta sessão consecutiva nesta quinta-feira, com a perspectiva de um importante oleoduto retomar o serviço, o que devolveria uma grande quantidade de petróleo ao mercado em um momento em que a desaceleração econômica global está aumentando os temores sobre a demanda por combustível.

O Brent fechou em 76,15 dólares o barril, perdendo 1,02 dólar, ou 1,3%. O petróleo dos EUA (WTI) terminou em 71,46 dólares o barril, caindo 0,55 dólar, ou 0,8%.

"Eu tenderia a pensar que, a qualquer minuto aqui, você verá uma manchete dizendo que o Keystone voltará mais cedo ou mais tarde", disse Bob Yawger, diretor de futuros de energia da Mizuho em Nova York.

A TC Energy do Canadá disse que fechou seu oleoduto Keystone de 622 mil barris por dia, que é a principal linha de transporte de petróleo pesado canadense de Alberta para o Meio-Oeste dos EUA e a costa do Golfo, após um vazamento em um riacho do Kansas.

Os preços do petróleo subiram depois que a empresa anunciou o fechamento, que ocorreu por volta das 23h de quarta-feira (horário de Brasília). Embora a TC Energy não tenha anunciado quando o oleoduto seria reaberto, o sentimento do mercado mudou desde então.

"Estamos de volta olhando para as perspectivas de demanda", disse John Kilduff, sócio da Again Capital LLC em Nova York.

(Reportagem adicional de Jeslyn Lerh em Cingapura, Alex Lawler)