Preços do petróleo avançam quase 2% com investidores avaliando o mercado apertado

·1 minuto de leitura
Bomba de petróleo no Texas, EUA.

Por Stephanie Kelly

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo avançaram quase 2% nesta terça-feira, após a Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) afirmar que o mercado deveria esperar uma oferta mais apertada agora, devido às divergências entre a maioria dos produtores sobre quanto petróleo adicional será enviado ao mercado.

O mercado tem sido mais forte com a demanda se recuperando e a medida que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados mantiveram milhões de barris de oferta ao mercado. A expectativa era que a Opep+, como o grupo é conhecido, impulsionasse a oferta, porém as discussões foram interrompidas sem um acordo.

O petróleo Brent avançou 1,33 dólar, ou 1,8%, para fechar em 76,49 dólares o barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) avançou 1,15 dólar, ou 1,6%, para fechar em 75,25 dólares o barril.

A IEA, sediada em Paris, disse que as reduções no armazenamento global no terceiro trimestre devem ser as maiores em pelo menos uma década, citando a retirada de estoques dos Estados Unidos, Europa e Japão no início de junho.

"Você ainda não terá petróleo o suficiente no mercado para evitar déficit de oferta até o final do ano. Isso foi definitivamente um vento favorável para o mercado", afirmou Bob Yawger, diretor de futuros de energia da Mizuho.

Os estoques de petróleo dos EUA devem ter recuado 4,4 milhões de barris na semana passada, após sete semanas consecutivas de quedas nos estoques no maior consumidor de petróleo do mundo.

(Reportagem de Stephanie Kelly em Nova York, Reportagem Adicional de Noah Browning e Yuka Obayashi)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos