'Precisa perguntar como a torcida se sente', diz conselheiro do Boca sobre ida de Rossi ao Flamengo

As duas últimas boas temporadas do goleiro Agustín Rossi no Boca Juniors renderam para o jogador o status de ídolo da torcida. Mas o arqueiro de 27 anos decidiu não estender o vínculo com o clube, e assinou um pré-contrato com o Flamengo a partir de junho. O conselheiro de futebol e ex-jogador, Mauricio Serna, afirmou que o clube fez "todo o possível" para mantê-lo.

— Está muito claro todo o esforço que o clube fez. Da proposta inicial à ùltima, tudo mudou completamente, melhorou muito. Tentamos satisfazer Agustín e seu empresário, mas parece que não foi o suficiente.

Em entrevista ao periódico argentino Olé, Serna também falou que o clube está satisfeito com o elenco atual, que conquistou o Campeonato Argentino em 2022. De acordo com ele, o goleiro deveria buscar a opinião dos torcedores sobre a saída.

— Não sou eu que decido se ele joga ou não. O que os nossos torcedores acharam isso? Ele precisa perguntar como se sentem, mas precisamos superar, não podemos cair por causa de uma pessoa. Vamos seguir em frente, com tudo — afimou.