Preço do botijão de gás continuará alto, preveem especialistas

·1 minuto de leitura
Gás nas alturas. (Foto: Getty Images)
Gás nas alturas. (Foto: Getty Images)
  • Botijão chega a R$113 em alguns estados.

  • Segundo especialistas, preço continuará alto.

  • Petróleo e dólar pressionam preço pra cima.

Infelizmente, as notícias não são boas para o consumidor quando o assunto é a continuidade da alta de preços vista em vários setores da economia. Neste caso, mais especificamente, do gás de cozinha.

Leia também:

Especialistas em economia ouvidos pela rede de notícias CNN Brasil apostam que o preço do botijão continuará nas alturas pelos próximos meses. Segundo eles, são dois os principais fatores que pressionam esses preços para cima.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Primeiro, o preço do petróleo, produto do qual o gás de cozinha é derivado. A atual alta no preço da commodity, que se encontra em níveis equivalentes ao período pré-pandemia, é vista como um dos principais motivos pelos quais o consumidor não devem esperar uma baixa no preço do gás tão cedo.

Outra razão, também relacionada, é a alta do dólar. A moeda americana é utilizada na negociação do petróleo, e sua cotação em alta pressiona diretamente o preço pago na ponta, pelo consumidor.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o preço do botijão subiu em média 1,24% no mês de maio. Em alguns estados, o botijão já chega a R$113.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos