Preço dos combustíveis estão nos maiores patamares do século

·2 min de leitura
Homem abastecendo um carro
Diesel e botijão de gás também estão mais caros

(Getty Images)

  • Preço da gasolina sofre novo aumento na última semana

  • Alta foi de 2,25%, fazendo com que o litro passasse a custar R$ 6,562 

  • Nos postos, há registros do combustível por R$ 7,99

O preço da gasolina voltou a subir, registrando a quinta semana consecutiva de alta. De acordo com o relatório da ANP (Agência Nacional do Petróleo), o valor médio do litro passou de R$ 6,562 há duas semanas para R$ 6,710 na última semana. A alta é de 2,25%.

Leia também:

Ao todo, o avanço da gasolina chega a 49,6% neste ano. Nos postos, o maior preço foi encontrado no Rio Grande do Sul, com o litro do combustível saindo por R$ 7,99. Em seguida, aparecem Rio de Janeiro (R$ 7,749), Minas Gerais (R$ 7,599), Distrito Federal (R$ 7,499) e Pernambuco (R$ 7,439).

Em outubro, o Observatório Social da Petrobras (OSP) confirmou que os preços dos combustíveis estão nos maiores patamares do século. Na época, o litro da gasolina estava sendo vendido por R$ 6,34, o diesel por R$ 4,526 e o gás de botijão por R$ 100,79.

Nesta segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a se eximir de responsabilidade sobre o aumento do combustível no país. "Se entrar em detalhes, como é o combustível no Brasil. Custa R$ 2,30 a gasolina (na Petrobras) e chega a R$ 7 na ponta. A culpa é minha?", questionou a seus apoiadores.

Diesel e botijão de gás também enfrentam nova alta

Não foi só o preço da gasolina que subiu nas duas últimas semanas. O diesel sofreu alta de 2,45%, passando de R$ 5,211 para R$ 5,339. Essa é a sexta semana seguida de aumento, sendo 48,05% de alta desde o começo do ano.

Já o botijão de gás passou de R$ 102,04 para R$ 102,48. O aumento é de 0,43%, diante de 37% de alta desde janeiro deste ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos