Preço do óleo vegetal dispara no mercado internacional; entenda

·1 min de leitura
Óleos de girassol, canola e soja sofrem pressão da menor produção por conta do clima e reflete a tensão entre Rússia e Ucrânia. (Getty Imagens)
Óleos de girassol, canola e soja sofrem pressão da menor produção por conta do clima e reflete a tensão entre Rússia e Ucrânia. (Getty Imagens)
  • Falta de chuvas na América do Sul reflete no preço internacional do óleo de soja;

  • Eminencia do conflito entre Rússia e Ucrânia afeta o valor do óleo de girassol;

  • Óleo de canola sobre impacto das secas nos EUA.

Os óleos vegetais não estão presentes apenas no comento de refogar o arroz ou fritar algum alimento. Os óleos de soja ou de palma são usados na maior parte da produção de comidas e no acionamento de motores, por exemplo.

Com isso o consecutivo aumento no preço dos óleos vegetais causam um efeito dominó no valor dos alimentos e dos serviços. De acordo com o site de economia, Bloomberg, os preços dos óleos de soja e palma batem recordes de anos nesta semana.

Leia Mais:

O impacto global no preço dos óleos tem origens locais, aqui na América do Sul. A recente seca de 2021 afetou as lavoras de soja, com a falta de chuvas a produção do grão caiu. A saída seria a palma e a canola, em baixa produção também por conta do clima e a falta de profissionais.

O Mar Negro, região produtora de óleo de girassol, está próximo da região da Ucrânia, no leste europeu. O território pode ser palco do conflito armado entre Rússia e Ucrânia que se desenha. Com uma provável guerra, a produção de óleo de girassol será prejudicada.

Nos próximos meses ocorrem a colheita dos grãos nos EUA (Estados Unidos da América), ponto primordial para compensar a escassez do óleo vegetal nos mercados. De acordo com os analistas do fundo de investimento, Rabobank, em entrevista ao Bloomber, a inflação nos EUA, a seca norte-americana podem influenciar na Bolsa de Valores de Chicago, onde os grãos são negociados.