Prefeita bolsonarista diz que renunciará após posse de Lula: "Não compactuo"

Prefeita de Carlinda (MT), Carmen Martines (União Brasil) disse que irá renunciar ao cargo após Lula tomar posse como presidente. (Foto: Reprodução)
Prefeita de Carlinda (MT), Carmen Martines (União Brasil) disse que irá renunciar ao cargo após Lula tomar posse como presidente. (Foto: Reprodução)
  • Prefeita de Carlinda, no MT, irá renunciar quando Lula tomar a posse;

  • Carmen Martines disse que "não compactua com a ideologia" do petista;

  • Ela afirma que não conseguirá acatar decretos federais que divirjam de sua “linha de pensamento".

A prefeita de Carlinda, no Mato Grosso, afirmou que irá renunciar ao cargo após a derrota de Jair Bolsonaro (PL) nas urnas. Eleita em 2016 e reeleita em 2020, Carmen Martines (União Brasil) afirmou que não “compactua com a ideologia do presidente eleito”, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e que deixará seu posto no momento em que o petista tomar a posse, em 1º de janeiro de 2023.

“Por eu ser uma pessoa que falo o que penso e por estar ainda em um país democrático, ainda democrático. Diante do meu perfil, do jeito que eu sou, se eu continuar, irei prejudicar a minha família e os meus amigos”, explicou ao jornal A Gazeta.

Ao UOL, Carmen informou que a decisão foi tomada “com certeza absoluta”, já que ela não irá acatar nenhum ordenamento do governo federal que divirja de sua “linha de pensamento”. A ideia da prefeita, que também é pecuarista, é se afastar da vida pública pelo tempo que Lula estiver na presidência.

"Enquanto Lula estiver no poder, não faço política. Não colocarei meu nome à disposição do partido. Foi uma tragédia moral o que aconteceu", completou. Ela criticou o fato do petista ter sido condenado em ações da Operação Lava-Jato. Os processos, no entanto, foram anulados pelo STF (Supremo Tribunal Federal) posteriormente.

Carmen disse que já está “resolvendo tudo” para entregar a prefeitura a seu vice, o pastor Fernando de Oliveira (PSC), e que já pediu aos secretários para organizarem as pastas. "[Meu] vice é muito companheiro. [Ele] não quer que eu saia. Ele não quer assumir, quer contribuir, [mas] se esse presidente assumir, estou entregando", garantiu.

Em 2020, a prefeita obteve mais de 90% de aprovação, conquistando 4.646 votos da população de Carlinda. O município fica a 724 quilômetros de Cuiabá, capital do Mato Grosso.