Prefeita de Paris inaugura parque às margens do Sena

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, durante a inauguração do parque Rives de Seine, em Paris, em 2 de abril de 2017

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, inaugurou neste domingo o parque "Rives de Seine", com 3,3 quilômetros de extensão, ao longo das margens do rio Sena.

"Há 15 anos sonhávamos em devolver aos nossos pedestres, às crianças, o uso deste fantástico passeio", afirmou a prefeita socialista, enquanto passeava junto ao rio, cujas margens são um patrimônio mundial da Unesco e contam, a partir de agora, com um parque urbano de oito hectares com brinquedos infantis.

Apesar das críticas por parte da direita e de alguns vereadores das localidades da periferia parisiense, que denunciam que o fechamento de uma via expressa provocará engarrafamentos, Hidalgo comemorou que os "50 anos da avenida urbana terminam definitivamente hoje".

"Não somos contra os carros, somos contra a poluição", insistiu a prefeita de Paris, após dizer "viva a vida, viva Paris e viva a respiração!".

A passagem de veículos pela margem direita do Sena está oficialmente vetada desde 21 de outubro.

O parque "Rives de Seine" abrange os 2,5 quilômetros que já eram exclusivos dos pedestres da margem esquerda, mais os 4,5 quilômetros da margem direita, formando um "espaço de recreação" com atividades culturais e esportivas.

Uma via da margem direita ficará isenta, entretanto, de instalações fixas, a fim de facilitar a passagem de veículos de emergência e outros dispositivos prioritários.

"Sou parisiense, não uso meu carro e este passeio é algo bom", declarou à AFP Laure Bertrand.

"É uma iniciativa excelente", acrescentou Laurent Wagner, que opina que "a polêmica se torna um pouco obsoleta quando se conhecem os problemas de saúde causados pela poluição em Paris".