Prefeito é assassinado a tiros dentro de gabinete no RS

PORTO ALEGRE, RS (FOLHAPRESS) - O prefeito de Lajeado do Bugre, município do norte do Rio Grande do Sul a 380 quilômetros de Porto Alegre, foi assassinado na manhã desta quinta-feira (24) dentro do seu gabinete.

Conforme informações preliminares da Brigada Militar, um homem encapuzado invadiu a sede da administração por volta das 11h, onde Roberto Maciel Santos (PP) estava em seu gabinete na companhia de um servidor, e disparou diversas vezes com uma pistola 9 milímetros contra o prefeito, que morreu sentado à mesa.

Depois, o atirador fugiu do local em um carro.

A sede da Prefeitura de Lajeado do Bugre está em reforma. O crime ocorreu em um prédio onde os servidores trabalham provisoriamente.

Conhecido como Beto, o prefeito tinha 45 anos, era casado e tinha dois filhos. Ele havia sido reeleito nas eleições municipais de 2020.

O servidor que estava no gabinete, da Secretaria de Saúde, teria sido baleado nas costas. Ele foi socorrido e levado ao Hospital de Caridade de Palmeira das Missões, a cerca de 45 quilômetros dali.

Policiais encontraram disparos na porta do gabinete do prefeito, o que pode indicar que os presentes tentaram se proteger do ataque. Outros servidores fugiram do local ao ouvir os disparos. Segundo testemunhas, o atirador teria perguntado "onde está o outro?" e vasculhado o imóvel à procura de mais uma pessoa antes de fugir.

A cidade de 2.500 habitantes foi palco de outro assassinato violento de um político nos últimos anos. Em junho de 2019, o então secretário de Saúde da cidade Vilmar Brandão Alves foi morto a tiros em um bar. O autor dos disparos foi preso em flagrante.

A Confederação Nacional de Municípios divulgou uma nota de pesar aos habitantes do município e familiares. A Polícia Civil realiza buscas na região pelo atirador. Um carro abandonado foi encontrado na região, mas não é certo que se trata do veículo utilizado na fuga.

Também não se sabe se o atirador contou ajuda de outras pessoas na fuga.