Prefeito de SP diz que greve de ônibus é irresponsável e abusiva

Por reajusta de 12,47%, motoristas e cobradores de ônibus fazem greve em SP nesta terça (Foto: Victor Moriyama/Getty Images)
Por reajusta de 12,47%, motoristas e cobradores de ônibus fazem greve em SP nesta terça (Foto: Victor Moriyama/Getty Images)

Resumo da notícia

  • Prefeito de São Paulo classificou greve de ônibus como abusiva e irresponsável

  • Paralisação nesta terça tem previsão de durar 24 horas

  • Justiça determinou que 80% da frota continuasse funcionando na capital paulista

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), afirmou que a greve de motoristas e cobradores de ônibus é irresponsável e abusiva. A paralisação começou na madrugada de terça-feira (14) e a previsão é de que dure 24 horas.

“É legítimo o sindicato lutar pelos funcionários, mas descumprir uma decisão judicial é um ato antissindical e torna a greve legitima em abusiva”, disse Ricardo Nunes ao jornal Folha de S. Paulo. “Estamos falando de serviço essencial e pararam 100% do sistema estrutural, o que é irresponsável.”

Já o SindMotoristas (Sindicato dos Motoristas e Cobradores de São Paulo) rebateu Nunes em nota. A categoria alega que o prefeito não falou a verdade e declarou que cabe às empresas fazer um plano para manter os ônibus na rua durante a greve.

“O planejamento logístico e estratégico dos ônibus é de responsabilidade exclusiva das empresas e da Secretaria de Transporte e não do sindicato”, dizem.

No dia 31 de maio, a Justiça do Trabalho concedeu uma liminar que determina que, em caso de greve, 80% da frota do transporte público deve ser mantida. Em caso de descumprimento, a multa é de R$ 50 mil por dia.

O presidente licenciado do SindMotoristas, Vandelvan Noventa, afirmou que entre 45% e 50% da frota está funcionando.

Valdevan Noventa, que deixou o cargo para concorrer à eleição, afirmou que o sindicato tentava negociar com o poder público, mas não conseguirem evitar a greve. A categoria pede um reajusta de 12,47% a partir de maio.

“Chega um momento desse e tem que arrumar um culpado. Estamos há 60 dias chamando a atenção do poder público, negociando com o setor patronal, chamando as autoridades da cidade para evitar essas coisas”, declarou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos