Prefeito do interior de Goiás recua em apoio a caminhoneiros após prometer marmitas

O prefeito de Inhumas, Dr. João Antônio Ferreira (PSD), voltou atrás no apoio às manifestações de caminhoneiros em rodovias federais. O médico, que comanda a cidade da Região Metropolitana de Goiânia, em Goiás, afirmou ter desistido de ajudar os manifestantes que paralisaram a BR-070, após a ordem do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A estrada liga Brasília ao município de Cáceres, no Mato Grosso, próximo à fronteira com a Bolívia.

Acompanhe ao vivo: paralisações nas estradas e a repercussão política

Veja a situação nos estados: Polícia Rodoviária Federal monitora 271 pontos de bloqueio em estradas

Na noite desta segunda-feira, o psdbista havia se comprometido a ajudar o grupo que bloqueia a via a se estruturar, fornecendo marmitas e banheiros químicos, por exemplo. Na manhã desta terça, no entanto, Dr. João Antônio afirmou ao GLOBO ter retirado as promessas de contribuições.

— Declarei apoio ontem, quando não existia determinação do Alexandre de Moraes. Depois que ele declarou ser ilegal, a partir desse instante, não entrei mais com apoio. A prefeitura estava dando suporte enquanto estava dentro da legalidade. Agora, estou fora do processo — garantiu o goiano.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, o médico discursa em um microfone ao lado de um policial.

Matéria em atualização