Prefeito do RJ reafirma que blocos não têm autorização para desfilar

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, reiterou hoje (16) que os blocos de rua não estão autorizados a desfilar durante o carnaval fora de época entre os dias 20 e 24 deste mês, mas destacou que não vai colocar a Guarda Municipal para reprimir os foliões.

A Cidade do Samba, onde ficam os barracões das escolas de samba e são montados os desfiles do carnaval.
A Cidade do Samba, onde ficam os barracões das escolas de samba e são montados os desfiles do carnaval.
Cidade do Samba, onde são montados os desfiles do carnaval - Fernando Frazão/Agência Brasil

“Não vou sair correndo atrás de folião. O que a gente pede é a compreensão das pessoas. Só faltava agora botar Guarda Municipal atrás de folião. Isso não vai acontecer. A gente tem permitido que a cidade celebre, que seja vivida a vida. A cidade está cheia, as ruas estão cheias, bares e restaurantes lotados. A cidade está aberta, está celebrando. Não vou ficar atrás de folião nem por um decreto”, disse Paes, ao visitar os barracões das escolas de samba do Grupo Especial, na Cidade do Samba, na Gamboa, na região central.

Embora os blocos tradicionais, que normalmente arrastam dezenas de milhares de foliões, já tenham dito à prefeitura que não vão desfilar este ano, os blocos menores, organizados por amigos ou moradores dos bairros, possivelmente vão sair às ruas, a exemplo do que ocorreu no feriado de carnaval, entre 26 de fevereiro e 1º de março.

Paes destacou que a logística para a organização dos blocos de rua é muito complexa e mobiliza intensamente os órgãos públicos.

O prefeito Eduardo Paes visita barracão da União da Ilha na Cidade do Samba, onde são montados os desfiles do carnaval.
O prefeito Eduardo Paes visita barracão da União da Ilha na Cidade do Samba, onde são montados os desfiles do carnaval.
O prefeito Eduardo Paes visita barracão da União da Ilha na Cidade do Samba - Fernando Frazão/Agência Brasil

“Os blocos estão pela cidade inteira. Então é Guarda Municipal, é trânsito, é enfim pensar no transtorno que causa para as pessoas, para minimizar o impacto nas ruas da cidade. É uma celebração muito complexa para organizar direito. Preferimos não correr nenhum risco. Adoro carnaval, adoro blocos. Não vai aqui nenhum tipo de tentativa de frustrar ninguém, mas é para a gente manter o bom padrão”, afirmou.

O prefeito disse que na quarta-feira (20) fará a entrega da chave da cidade para o Rei Momo. No ano passado, devido ao cancelamento do carnaval por causa da pandemia de covid-19, não ocorreu a solenidade em que o prefeito entrega simbolicamente o comando da cidade à Corte Carnavalesca.

Marquês de Sapucaí

O prefeito Eduardo Paes com passistas da Mangueira em visita à Cidade do Samba, onde ficam os barracões das escolas e são montados os desfiles do carnaval.
O prefeito Eduardo Paes com passistas da Mangueira em visita à Cidade do Samba, onde ficam os barracões das escolas e são montados os desfiles do carnaval.
Paes com passistas da Mangueira - Fernando Frazão/Agência Brasil

Os desfiles oficiais na Marquês de Sapucaí começam na quarta-feira (20) e quinta-feira (21), com a Série Ouro, antigo Grupo de Acesso, e prosseguem sexta-feira (22) e sábado (23), com as escolas do Grupo Especial, fechando no domingo (24), com o desfile das crianças.

“Vai ser uma festa linda. O carnaval sofreu muito. Muito bom a gente poder ver o carnaval carioca dessa vez voltando firme a partir de quarta-feira”, disse Paes. “O Sambódromo está seguro e lindo. Foram feitas todas as obras de adaptações de exigências dos bombeiros com investimentos de quase R$ 12 milhões”.

Além da Marquês da Sapucaí, haverá desfiles na Avenida Intendente Magalhães que começam na quarta-feira (20), com a Federação dos Blocos, prosseguem na quinta-feira (21), com o Grupo de Avaliação, e com a Série Bronze na sexta-feira (22). Na semana seguinte, será a vez da Série Prata, na sexta-feira (29) e sábado (30). No domingo, dia 1º de maio, será a vez dos Grupos B e C. Os desfiles da Intendente Magalhães são gratuitos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos