Prefeito do interior de São Paulo é preso por boca de urna

Prefeitos do interior de São Paulo são presos por boca de urna. (Photo by CAIO GUATELLI / various sources / AFP) (Photo by CAIO GUATELLI/Caio Guatelli / AFP/AFP via Getty Images)
Prefeitos do interior de São Paulo são presos por boca de urna. (Photo by CAIO GUATELLI / various sources / AFP) (Photo by CAIO GUATELLI/Caio Guatelli / AFP/AFP via Getty Images)

O prefeito de Bocaína, Marco Antônio Giro (União Brasil), foi preso na manhã deste domingo (2) no interior de São Paulo. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), o mandatário foi detido pela realização de boca de urna, que é a propaganda de um candidato no dia da eleição, proibido pela legislação eleitoral.

A defesa do prefeito de Bocaína, Marco Antônio Giro, alega que ele não cometeu crime eleitoral. "O Prefeito Marco Antonio Giro não esteve praticando nenhum ato de boca de urna. Ocorreu uma distorção através de denúncia anônima, o Sr. Marco Antônio Giro estava com crachá de delegado partidário na camiseta”, afirma a nota.

Ainda de acordo com o TRE, a multa para quem pratica este crime é de R$ 15,9 mil, além da prestação de serviços comunitários e detenção que pode chegar a um ano de prisão.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)