Prefeitura dará curso de mineração de criptomoedas na Argentina

·2 min de leitura
Minerador de Bitcoin em trabalho
Minerador de Bitcoin em trabalho

A prefeitura de Godoy Cruz, localizada na província de Mendonza na Argentina, dará um curso de verão sobre mineração de criptomoedas para jovens locais. Essa iniciativa por parte de uma prefeitura certamente é importante para mostrar uma realidade aos jovens sobre o dinheiro da internet e como sua segurança é feita.

Vale lembrar que a Argentina é um dos países com maior índice de inflação da América Latina, além de viver uma crise em sua economia, sendo até pressionado pelo FMI, com uma dívida bilionária que deve ser paga em breve.

De qualquer forma, a população local já busca meios de ingressar nas criptomoedas para se proteger dos efeitos da moeda local.

Prefeitura na Argentina dará curso de mineração para jovens

Na cidade de Godoy Cruz (Argentina), o projeto Casa do Futuro é responsável por ensinar aos jovens locais a trabalharem com inovações que podem lhes ajudar em suas profissões.

Atendendo principalmente pessoas entre 15 e 30 anos, essa instituição oferece cursos de design gráfico, Desenhos 3D, como criar aplicativos móveis, entre outros mais. Mas a partir do dia 7 de fevereiro de 2022, um novo curso de mineração de criptomoedas será apresentado pela instituição, conforme anunciado pela prefeitura local em sua página.

Com aulas em breve, o objetivo deste workshop será ensinar os jovens locais a configurar suas máquinas de mineração de criptomoedas, além de conhecer sobre o sistema financeiro tradicional local.

“O objetivo deste workshop é aproximar o público em geral de conceitos teóricos e práticos sobre as criptomoedas. O que são e para que servem, Bitcoin, o Blockchain, semelhanças e diferenças com o sistema monetário atual. Como entrar e sair do mercado. Aplicações ao mundo real e aos negócios.”

Jovens da Argentina precisam nessas inovações financeiras?

Provavelmente condenados a um futuro perigoso, com uma economia em crise, a juventude argentina já começa a entender que eles terão que se empenhar para pagar a conta das políticas públicas de gerações anteriores, que deixaram dívidas para o país e uma realidade nada promissora.

Com um futuro assim, a realidade das criptomoedas começa a ser uma válvula de escape para que os jovens de hoje no país tenham uma perspectiva de futuro melhor.

A situação de incentivar a juventude a conhecer sobre o Bitcoin é tão grande, que o Ministério da Educação de Buenos Aires, capital do país, já colocou a moeda digital na grade dos alunos de ensino médio.

Ou seja, cada vez mais a própria classe política do país sabe que para deixar os jovens em uma situação delicada em seu futuro, a economia digital descentralizada é o possível caminho da salvação.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos