Prefeitura de SP troca rua com nome de torturador pelo de torturado

·1 minuto de leitura
Ricardo Nunes, prefeito de São Paulo - Foto: Governo de São Paulo/Divulgação
Ricardo Nunes, prefeito de São Paulo - Foto: Governo de São Paulo/Divulgação
  • O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, sancionou a lei que altera o nome da rua Doutor Sergio Fleury

  • A via, localizada na Vila Leopoldina (zona oeste da capital paulista), passa a se chamar rua Frei Tito

  • Fleury é apontado como um dos torturadores de Frei Tito na ditadura militar

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), sancionou a lei que altera o nome da rua Doutor Sergio Fleury, na Vila Leopoldina (zona oeste da capital paulista), para rua Frei Tito.

Fleury foi delegado do Departamento de Ordem Política e Social de São Paulo (DOPS) durante a ditadura militar, na década de 1960. Ele é apontado como um dos torturadores de Frei Tito, um frade católico que foi perseguido durante o regime militar.

Leia também:

O projeto havia sido aprovado pela Câmara Municipal em 25 de agosto. A proposta é de autoria do vereador Arselino Tatto (PT), que entende que, com a mudança do nome, haverá uma "reparação histórica e simbólica".

"Vivemos tempos difíceis e sombrios, há um movimento de negação da existência da ditadura militar em nosso país, e Frei Tito é prova de que o regime ditatorial não só existiu como a tortura cometida naquele período o levou ao suicídio. É uma reparação histórica que seu nome substitua o do delegado Fleury, um dos seus principais torturadores", disse o vereador.

Com informações do jornal Folha de S.Paulo e do portal G1.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos