Prefeitura de Taguaí decreta luto por acidente entre ônibus e caminhão

·1 minuto de leitura
Número de vítimas fatais do acidente subiu para 41. (Foto: Reprodução/GloboNews)
Número de vítimas fatais do acidente subiu para 41. (Foto: Reprodução/GloboNews)

A Prefeitura de Taguaí, no interior de São Paulo, decretou luto oficial de três dias por conta do acidente envolvendo um ônibus e um caminhão que deixou ao menos 40 mortos e vários feridos, na manhã desta quarta-feira (25), na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho.

Informações iniciais da Polícia Militar dão conta que o ônibus levava cerca de 50 funcionários de uma empresa têxtil. O tenente Alexandre Guedes, afirmou à Globonews que o número de óbitos decorrente do acidente poderia aumentar.

Leia também

Segundo o tenente, informações preliminares dão conta que uma ultrapassagem teria motivado a colisão grave entre caminhão e ônibus, porém ainda não há confirmação sobre a origem da tragédia.

Bombeiros e a Polícia Rodoviária de Piraju (SP), maior cidade da região, foram acionados para atender a ocorrência. Por volta das 11h30, a polícia informou que não havia mais sobreviventes presos às ferragens.

Os agentes trabalham agora para retirar as vítimas fatais do local. Segundo a Globonews, todos os corpos serão encaminhas ao Instituto Médico Legal (IML) de Avaré (SP) e os feridos estão sendo levados a hospitais de Taguaí e Taquarituba.

Uma lista recebida pelas equipes de resgate aponta que 52 trabalhadores estariam no ônibus, além do motorista. A polícia trabalha na identificação das vítimas. De acordo com a PM, a maioria das vítimas fatais seria de funcionários dessa empresa têxtil.

O acidente aconteceu por volta das 7h e, até as 11h, a rodovia permanecia fechada para o tráfego de veículos.