Prefeitura do Rio multa Copacabana Palace em mais de R$ 15 mil por festa

·2 minuto de leitura
RIO DE JANEIRO, BRAZIL - APRIL 09: A general view of Copacabana Palace Hotel on April 9, 2020 in Rio de Janeiro, Brazil. With tourism in crisis due to the coronavirus (COVID-19) pandemic, Copacabana Palace Hotel closes its doors for the first time in 96 years. According to the Ministry of health, as of today, Brazil has 17.857 confirmed cases of the coronavirus (COVID-19) and at least 941 recorded deaths.(Photo by Bruna Prado/Getty Images)
RIO DE JANEIRO, BRAZIL - APRIL 09: A general view of Copacabana Palace Hotel on April 9, 2020 in Rio de Janeiro, Brazil. With tourism in crisis due to the coronavirus (COVID-19) pandemic, Copacabana Palace Hotel closes its doors for the first time in 96 years. According to the Ministry of health, as of today, Brazil has 17.857 confirmed cases of the coronavirus (COVID-19) and at least 941 recorded deaths.(Photo by Bruna Prado/Getty Images)
  • A Prefeitura do Rio de Janeiro decidiu multar o hotel Copacabana Palace após festa para o bicheiro Adilson Coutinho de Oliveira

  • Gusttavo Lima, Ludmilla e Mumuzinho foram criticados nas redes sociais após evento com aglomeração

  • Vídeos de apresentações dos artistas em festa para 500 pessoas no hotel viralizaram

A Prefeitura do Rio decidiu que vai multar o hotel Copacabana Palace pela realização de uma festa realizada na noite de sexta-feira (14), após ter afirmado não encontrar irregularidades no local.

Em nota publicada pelo portal G1, a Secretaria de Ordem Pública (Seop) informou que o estabelecimento será autuado em R$ 15.466,81 por infração considerada "gravíssima", e ainda será interditado para realização de festas pelo período de 10 dias, a partir de sábado (15).

Leia também

"Foi constatada aglomeração generalizada em frente a apresentação musical, caracterizando pista de dança. Os convidados não usavam máscara facial e não respeitavam o distanciamento mínimo de 1,5 m entre os participantes. Na entrada do estabelecimento, as imagens também evidenciaram aglomeração em fila de espera e acesso desordenado ao local", afirma a Seop.

Em nota ao portal G1, o Copacabana Palace informou que cumpriu todas as exigências do decreto.

"O hotel reforça para seus contratantes externos que o comprometimento com as recomendações das autoridades é um pré-requisito para que os eventos aconteçam. Adotamos um protocolo de prevenção e combate à Covid-19 de acordo com as regras vigentes, de modo que a saúde e segurança de hóspedes, funcionários e clientes são nossa maior prioridade", diz o texto.

Segundo o site Metrópoles, a festa de 500 convidados foi organizada pela promoter Carol Sampaio para a comemoração do aniversário do bicheiro Adilson Coutinho de Oliveira. Gusttavo Lima, Ludmilla, Mumuzinho e Alexandre Pires estão entre os supostos participantes do evento.

Os artistas não publicaram registros dos shows, mas Gusttavo mostrou nos Stories do Instagram um vídeo em que aparece fazendo um teste PCR na sexta, além de um bate-papo com amigos à beira da piscina do hotel. Já Alexandre compartilhou a vista da sacada do quarto onde estava hospedado.

Nas redes sociais, muitas pessoas se indignaram com a realização do evento e acusaram os artistas de hipocrisia por se manifestarem sobre as mais de 430 mil vítimas fatais da pandemia, incluindo o ator Paulo Gustavo, que morreu por complicações de Covid-19 no último dia 4.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos