Prefeitura faz demolição de comércios irregulares montados em calçada na Taquara

·1 minuto de leitura

Estruturas metálicas irregulares, que funcionam como comércios, erguidas na calçada da Rua Jordão, na Taquara, Zona Oeste do Rio, são alvo de uma operação de ordenamento urbano da Prefeitura do Rio, nesta segunda-feira. Agentes das secretarias municipais de Conservação e de Ordem Pública atuam no local.

Uma reportagem do "RJTV", da TV Globo, exibida na semana passada mostrou os comércios montados na Rua Jordão, que dá acesso à parte alta da comunidade do Jordão. De acordo com o telejornal, milicianos estão vendendo calçadas na Taquara para a construção de pontos comerciais, entre eles lanchonetes e pequenos mercados.

Moradores denunciaram que quem faz reclamações é amedrontado verbalmente. E, de acordo com eles, a milícia cobra uma taxa dos donos dos comércios irregulares. O valor, de acordo com os relatos feitos ao "RJTV", varia de acordo com o tamanho e o tipo de loja.

"A calçada custa para um comércio com cadeiras cinco mil reais a autorização para o cara fazer a obra e, depois da obra pronta, tem que pagar a taxa para eles, de segurança", contou um morador.

Segundo as denúncias, a cobrança dos valores é feita na casa das pessoas — motoqueiros, dois na maioria das vezes, vão às residências. No local, só é possível ter gás e internet se forem oferecidos pela milícia. Os moradores dizem, ainda, que os ônibus pararam de circular à noite por causa dos milicianos.