Prefeitura faz operação com drones para checar denúncia de ocupação irregular na Zona Sul

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma área desmatada e o que seria o surgimento de uma nova ocupação irregular na encosta da Avenida Niemeyer, em São Conrado. A prefeitura apura as denúncias e anunciou que fará fiscalização nesta segunda-feira, dia 30, no local.

A área fica próxima do antigo Motel Vip’s. As imagens foram publicadas por Tadeu Vieira, da Coordenadoria Estadual da Zona Sul, órgão ligado à Secretaria da Casa Civil, e replicadas por outros perfis. O vídeo mostra, além da área desmatada, um pequeno foco de incêndio. No vídeo, Vieira afirma que recebeu denúncias de moradores sobre a invasão da área, com plantações e construções irregulares, e pede apoio a órgãos municipais.

De acordo com a Subprefeitura da Zona Sul, uma equipe da Guarda Municipal esteve no local na manhã deste domingo, 29, e não constatou nenhum foco de incêndio. Uma nova ação de fiscalização está programada para a manhã de segunda, quando uma equipe usará drones para avaliar se há algum tipo de invasão ou irregularidade na região.

— Em nenhum momento o autor do vídeo ou o governo do estado entrou em contato com a prefeitura. Somente tomamos conhecimento da denúncia por meio das redes sociais e imediatamente mandamos uma equipe para avaliar se havia incêndio — afirma o subprefeito Flávio Valle.

A ação nesta segunda vai contar com equipes das secretarias de Meio Ambiente e de Ordem Pública. Segundo o secretário da pasta, Brenno Carnevale, outras ações já foram realizadas no local, mas a segurança é um entrave:

— Vamos sobrevoar e, se houver eventual invasão ou ilegalidade, vamos solicitar apoio da Polícia Militar, e esperamos ser atendidos. Infelizmente tenho dificuldade de entrar em determinados locais sem colocar em risco os servidores e a população local. E isso tem sido sistemático. Temos pelo menos 15 ofícios implorando por apoio da PM para ações, mas infelizmente não temos resposta ou recebemos negativas.

Procurada, a Polícia Militar informou em nota que o comando da corporação apoia as ações solicitadas pelas prefeituras do estado, "em busca constante de parcerias e integração".

"Algumas regiões, diante de características específicas e criticidade, demandam planejamento prévio e estratégia de atuação para execução das ações. Porém, a PM se mantém ao dispor para analisar e atender a todas a solicitações das demais esferas do poder público", diz o texto.

A instabilidade das encostas da Niemeyer, agravada pela ocupação irregular, tem resultado em sucessivos desastres. Em fevereiro de 2019, após fortes chuvas, duas pessoas morreram após um deslizamento de terra atingir um ônibus que passava na via, além de derrubar parte da ciclovia Tim Maia.

A avenida foi reaberta após 12 dias, mas novos temporais fecharam novamente a via, que ficou interditada por quase um ano após decisão da Justiça, dando início a um imbróglio entre a prefeitura e o Ministério Público do Rio, com discordância entre as perícias judiciais e pareceres dos técnicos da Geo-Rio. Só em março de 2021, após decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), a via foi reaberta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos