Prefeitura de Itapevi, em SP, espera resultado para confirmar primeira morte por coronavírus fora da capital

Gustavo Schmitt

SÃO PAULO — A Prefeitura de Itapevi, na Grande São Paulo, espera resultado do caso que pode ser a primeira morte oficial por coronavírus fora da capital. O município aguarda o resultado dos exames do Instituto Adolfo Lutz, que pode confirmar ou não se trata-se de covid-19. No atestado de óbito da vítima, consta que ela tinha sintomas de coronavírus

Segundo a prefeitura, a paciente era uma idosa de 60 anos que deu entrada com insuficiência respiratória aguda no Pronto Socorro Central do município na terça-feira, quando foi internada e entubada imediatamente.

O estado de São Paulo tem, hoje, 240 casos confirmados e quatro óbitos — todos estes em pessoas acima de 60 anos.Segundo o boletim da secretaria de saúde municipal, Itapevi tem hoje 43 casos suspeitos do novo coronavírus. Por conta disso, o município já se prepara para medidas de isolamento social dos moradores com o objetivo de evitar a disseminação da doença. A partir desta sexta-feira, a Câmara Municipal suspenderá as atividades como sessões e reuniões de comissões.

Coronavírus: Governos de estados mais afetados restringem aglomerações e suspendem aulas, mas divergem sobre transporte— Estamos preocupados e tomando medidas para evitar o risco de contágio. Diante da chegada do covid-19, decretamos estado de emergência desde sexta-feira e criamos um centro de combate ao coronavírus, uma unidade com 13 leitos para atendimento exclusivo de sintomáticos. Todos os sintomáticos vão para esse centro para evitar o contágio com outros doentes das demais unidades da rede. Já atendemos 250 pessoas desde ontem — afirma o secretário Eurico Ramos, que atua na pasta do planejamento e faz parte da comissão de combate aocoronavírus.

Itapevi é um município de 248 mil habitantes, tem orçamento de R$ 700 milhões anuais e fica a 34 quilômetros da capital paulista.