Prefeitura de Maricá anuncia compra de 400 mil doses da vacina Sputnik V

O Globo
·2 minuto de leitura

RIO — A Prefeitura de Maricá, na Região dos Lagos, anunciou nesta quinta-feira ter fechado acordo com a Rússia para a aquisição de 400 mil doses da vacina Sputnik V. O anúncio foi feito nas redes sociais pelo prefeito Fabiano Horta. “Diante da sanção de lei federal permitindo a compra de vacinas por municípios, determinei aos órgãos municipais envolvidos que tomassem as providências necessárias para a compra da Sputnik V em contrato a ser imediatamente celebrado com o Fundo Soberano Russo”, escreveu o prefeito em sua conta no Twitter.

Maricá se incorporou à articulação feita por governadores do Consórcio Nordeste. Segundo o prefeito, desde dezembro o município vinha fazendo tratativas para a aquisição do imunizante desenvolvido pelos russos, ao mesmo tempo em que tentava a compra da vacina Coronavac, fabricada pelo Instituto Butantan a partir de um produto da China.

— A intenção de compra não tinha sido materializada até aqui por conta da impossibilidade legal dos municípios fecharem as compras diretamente — explicou Horta, que pretende vacinar toda a população do município: — Temos a partir de agora todas as condições de avançar mais rápido na imunização da nossa população, com a aquisição da vacina Sputnik. Estamos em um momento da pandemia onde dar celeridade é o principal recurso para vencer essa batalha.

Questionada, a prefeitura não informou o valor da transação e tampouco de onde sairá a verba para o pagamento das doses. Como a vacina será produzida na Rússia, o prazo para a chegada das primeiras doses ainda depende da logística exigida na operação para ser definido.

O marco legal que permitiu a compra é o projeto de lei 534/2021, aprovado no Congresso e sancionado nesta quarta-feira pelo presidente Jaird Bolsonaro. A lei permite a compra por estados, municípios e pelo setor privado de vacinas contra a Covid-19 com registro ou autorização temporária no Brasil.