Prefeitura de Nova Iguaçu registra 1º caso de Covid-19; Estado ainda não contabiliza

O Centro de Nova Iguaçu ficou irreconhecível nesta segunda-feira.

A Secretaria municipal de Saúde de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, confirmou nesta sexta-feira, o primeiro caso de Covid-19 na cidade. Segundo a prefeitura, trata-se de uma mulher, de 26 anos, atendida no Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI) com quadro de síndrome gripal. A paciente está em isolamento domiciliar, estável e já não apresenta sintomas da doença. Ela segue monitorada pela Vigilância Epidemiológica do município. Não há informações se a vítima chegou a sair do país ou se contraiu o coronavírus no Brasil.

Apesar da confirmação da prefeitura, a Secretaria estadual de Saúde ainda não contabiliza o caso entre os 493 registros informados no último boletim, também nesta sexta-feira. O estado registra 10 mortes e 493 casos de coronavírus. Destes, 421 concentram-se somente na capital. Ainda segundo a pasta estadual, todos os cinco homens e cinco mulheres vítimas de coronavírus no estado eram idosos ou apresentavam comorbidades – pertenciam, assim, ao grupo de risco.

O prefeito de Nova Iguaçu, Rogério Lisboa, em uma transmissão ao vivo na rede social, afirmou que outros três casos suspeitos foram identificados na cidade, sendo um em estado grave.

Desde a última segunda-feira, um decreto fechou totalmente o comércio em Nova Iguaçu. Além do município, as cidades de São João de Meriti, Belford Roxo, Mesquita, Nilópolis, Queimados, Japeri, Paracambi e Magé também suspenderam o funcionamento do comércio. Supermercados, farmácias, padarias, postos de combustíveis, clínicas, hospitais, laboratórios, mercearias, açougues, correios, bancos e casas lotéricas poderão funcionar normalmente.

Os casos confirmados no Estado estão distribuídos assim: