Prefeitura de Peruíbe diz que irá multar Bolsonaro por passeio sem máscara pela cidade

·2 minuto de leitura
***ARQUIVO***BRASILIA, DF, 15.09.2021 - O presidente Jair Bolsonaro participa de cerimônia de anúncio de avanços no programa Casa Verde Amarela, de habitação popular, no Palácio do Planalto, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASILIA, DF, 15.09.2021 - O presidente Jair Bolsonaro participa de cerimônia de anúncio de avanços no programa Casa Verde Amarela, de habitação popular, no Palácio do Planalto, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

GUARUJÁ, SP (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) será autuado pela prefeitura de Peruíbe, no litoral sul paulista, por não usar máscara de proteção contra a Covid-19 durante seu passeio pelo município acompanhado de sua comitiva na tarde deste sábado (9). O político está hospedado no Forte dos Andradas, em Guarujá (SP), para passar o feriado de Nossa Senhora Aparecida.

Ele será enquadrado no artigo terceiro da lei municipal 3.906, de 25 de março de 2021, que define infrações administrativas lesivas ao enfrentamento de emergência de saúde pública.

Entre elas, está no inciso sexto "não usar ou ainda o uso incorreto de máscara facial durante o deslocamento pelos bens e logradouros públicos municipais e no uso de transporte público". O artigo sexto, da mesma lei, define o valor da multa: R$ 500.

Bolsonaro chegou ao Guarujá no fim da tarde de sexta (8), após passagem por Campinas onde participou da feira do nióbio acompanhado de ministros, além de aliados, como os deputados Carla Zambelli (PSL-SP) e Hélio Negão (PSL-RJ).

O político deixou a fortificação militar às 10h15 neste sábado e foi para Santos (SP) utilizando uma balsa privada. No local, cumprimentou apoiadores e teve registrado pelo assessor especial, o tenente Mosart Aragão, um vídeo em que abraça uma mulher sem máscara.

A ida à Peruíbe foi vista por rivais políticos como uma espécie de "demarcação de território", uma vez que o governador João Doria (PSDB) destinou recentemente recursos na cidade para a conclusão do hospital municipal, além de obras em trechos prejudicados por chuvas. O anúncio na ocasião foi feito por seu vice, Rodrigo Garcia (DEM), no último dia 8 de julho.

"Só não percebe a diferença quem não quer. O João Doria e o Rodrigo Garcia vem a Peruíbe e visitam obras, inauguram a praça Florida, liberam R$ 5 milhões para arrumar a orla e R$ 22 milhões para o nosso hospital. O Jair Bolsonaro vem comer pastel. O que você quer para o Brasil?", questionou o prefeito Luiz Maurício (PSDB).

O governo estadual informou em 21 de agosto já ter aplicado seis multas a Bolsonaro, que podem obrigar o político a pagar um total de R$ 4,8 milhões por todas as infrações, todas relacionadas ao descumprimento de regras sanitárias.

Na última visita ao estado, quando esteve no Vale do Ribeira, Bolsonaro foi multado por formar aglomerações e caminhar sem máscara em contato com a população.

O cenário em Peruíbe foi semelhante. Ele foi a uma delegacia e a uma feira livre onde cumprimentou pessoas e seg urou crianças no colo. No retorno, ainda almoçou em um restaurante local. Bolsonaro ficará no litoral até a próxima quarta-feira (13).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos