Prefeitura do Rio anuncia parcela extra de auxílio para comerciantes que trabalham nas praias

O Globo
·1 minuto de leitura

RIO — Os vendedores ambulantes de pontos fixos e barraqueiros da orla do Rio vão receber uma parcela extra do Auxílio Carioca — programa de auxílio emergencial da prefeitura —, no valor de R$ 500, por conta da continuidade das restrições de ocupação das praias contra a propagação da Covid-19.

O anúncio foi feito pelo secretário municipal de Fazenda, Pedro Paulo, em reunião promovida pela Câmara de Vereadores com os comerciantes da orla na manhã desta terça-feira (dia 13). Segundo a prefeitura, a medida atende a uma solicitação dos vereadores e dos barraqueiros.

Segundo a prefeitura, existem hoje 2.200 comerciantes de praia cadastrados, que serão beneficiados com a parcela extra. Além deles, o município vai incluir nesse pagamento também os auxiliares dos barraqueiros cadastrados, cerca de mil trabalhadores, mais uma demanda apresentada pelos vereadores.

O secretário de Fazenda anunciou ainda que vai estudar a suspensão temporária da cobrança da Taxa de Uso de Área Pública (Tuap) cobrada dos ambulantes.

Quem tem direito?

Vinte e três mil famílias que estão no CadÚnico que não recebem de outros programas sociais como Bolsa Família ou Cartão Família Carioca. Este grupo contemplado receberá R$ 200.

Os 13.506 ambulantes cadastrados do município, por meio da taxa de uso de área pública (Tuaps), que tiveram suas atividades suspensas pelas novas medidas restritivas, em vigor de 26/03 a 04/04, receberão R$ 500.