Prefeitura do Rio cria programa de incentivo para servidores trabalharem em postos de testagem de Covid. Diária é de R$ 100

·2 min de leitura

A Prefeitura do Rio criou um programa de incentivo para agentes públicos do município interessados em trabalhar nas unidades de testagem de Covid-19 até o dia 31 de janeiro de 2022. Podem participar servidores da administração direta, das autarquias e das fundações. Para isso, eles vão receber uma gratificação de R$ 100 por dia. A carga horária será de até 12 horas diárias.

Os servidores vão ajudar na organização dos acessos aos polos de testagem e postos de vacinação, assim como no registro de informações nos canais oficiais da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e do Ministério da Saúde.

Solicitação à chefia

Segundo o Decreto 50.140, publicado no Diário Oficial do Município desta quarta-feira (dia 12), aqueles que quiserem participar deverão fazer a solicitação à sua chefia imediata. O chefe poderá autorizar sua ausência do local de trabalho, exclusivamente para a atividade no polo de testagem indicado pela SMS, desde que isso não prejudique serviços essenciais.

De acordo com a Prefeitura do Rio, esse trabalho será considerado efetivo exercício, sem qualquer prejuízo de direitos e vantagens para o servidor. Cada órgão ou entidade realizará o cadastro de seus agentes públicos interessados em participar do programa, encaminhando ao seu respectivo RH nome completo, matrícula, número de telefone e e-mail de contato de cada interessado.

Convocação

A convocação do servidor para o trabalho será feira pela Secretaria Municipal de Saúde.

Ao comparecer à unidade de testagem para trabalhar, o agente público deverá levar um documento pessoal com foto e uma via impressa em branco da "Declaração de Comparecimento - Testagem COVID 19". Esta será preenchida e assinada pelo responsável pelo polo.

Após o término da atividade, o servidor deverá apresentar o documento em até três dias à unidade de RH de seu órgão ou entidade para o devido registro no sistema.

Cerca de 41 mil testes por dia

Segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, cerca de sete mil pessoas ajudam nos centros de testagens e de vacinação. Atualmente, cerca de 41 mil testes são realizados por dia.

— Temos quase 19% da força de trabalho afastados. São afastamentos de sete dias, e impacta muito. Ampliamos em 1.200 profissionais, e entrarão mais 400 profissionais nos próximos dez dias. Estamos fazendo o máximo. Pedimos que as pessoas evitem ir ao centro de saúde fazer exames desnecessários e, consequentemente, aglomerar. Esperamos que em 15 dias tudo esteja melhor — diz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos