Prefeitura do Rio demolirá mais seis prédios na Muzema

Akemi Nitahara - Repórter da Agência Brasil

A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação (SMIH) informou que mais seis prédios do Condomínio Figueiras do Itanhangá, na comunidade da Muzema, na zona oeste do Rio de Janeiro, serão demolidos a partir da semana que vem. Os moradores dos 45 apartamentos foram notificados na manhã de hoje (25) e devem desocupar os imóveis em 72 horas. O edital de demolição já foi fixado nos prédios.

No dia 12 de abril deste ano, dois prédios desabaram no local, deixando 24 mortos. As construções eram irregulares e as obras já tinham sido interditadas pela prefeitura.

Prefeitura inicia trabalhos de demolição de dois prédios no condomínio Figueiras do Itanhangá, em Muzema, no Rio de Janeiro.

Em abril, a prefeitura iniciou os trabalhos de demolição de prédios no Condomínio Figueiras do Itanhangá - Tânia Rêgo/Agência Brasil


Até o momento, cinco prédios já foram demolidos na área.

Demolições

Segundo a Secretaria Municipal de Conservação, a Coordenadoria Geral de Operações Especiais (CGOE) iniciou na semana passada a derrubada de dois prédios liberados pela Defesa Civil para a demolição, que estavam irregulares e com risco de colapso.

A secretaria informou ainda que no dia 11 de junho foi finalizada a demolição de uma construção de seis andares e no dia 27 de maio foi concluída a demolição de um prédio de oito andares. Ainda em abril, no dia 24, foi demolida uma obra em andamento já com três andares.

O entulho das demolições não será retirado do local, para evitar que novas construções irregulares surjam. “Ao término das demolições, o município implantará um parque nesta região da Muzema em homenagem às vítimas do acidente. Além de recuperar a vocação do local para uma Área de Preservação Ambiental, o parque também impedirá a construção de novos prédios irregulares na comunidade”, informou a secretaria em nota.