Prefeitura do Rio determina que blocos que desfilarem irregularmente esse ano serão vetados no carnaval de 2022

Luiz Ernesto Magalhães
·1 minuto de leitura

A Prefeitura do Rio publicou um decreto nesta sexta-feira (5) para evitar aglomerações no período de carnaval. Uma das determinações é que se algum bloco insistir em desfilar esse ano, ele não receberá autorização para participar da folia carioca em 2022. Também está proibida a entrada de ônibus, vans e outros veículos fretados na cidade entre os dias 12 e 22.

As determinações constam de um decreto do prefeito Eduardo Paes (DEM) publicado no Diário Oficial do Município. O objetivo é reduzir a movimentação de pessoas na cidade no período do carnaval, que começa oficialmente no próximo sábado, dia 13, apesar de os desfiles de blocos e escolas de samba estarem proibidos devido à pandemia de Covid-19. O veto aos ônibus fretados não se aplica aos de turismo, desde que os passageiros comprovem que estão hospedados na cidade.

O texto proíbe concentrações, desfiles ou qualquer atividade que se assemelhe a blocos, além de vetar a concessão de licenças excepcionais para o comércio ambulante trabalhar durante o carnaval em qualquer evento na cidade. A prefeitura poderá apreender mercadorias e equipamentos de som — em caso de carros de som e trios elétricos, além de ser rebocado, o veículo será multado. Paes afirmou que a fiscalização será rigorosa para impedir também a realização de festas clandestinas:

— Nós fazemos mais uma vez o apelo. Desculpe o termo, mas não sejam otários de dar dinheiro para quem não vai entregar o produto que está vendendo. Vamos fiscalizar. Não comprem ingressos. Vocês têm possibilidade enorme de perder o dinheiro. Estamos monitorando as redes sociais e os sites conhecidos por vender ingressos. É um esforço. Todos estamos tristes de não pular o Carnaval. Eu pessoalmente.