Prefeitura do Rio flexibiliza parte das medidas restritivas, mas mantém boates fechadas

·1 minuto de leitura

A Prefeitura do Rio flexibiliza parte das medidas de combate à pandemia de Covid-19 em publicação de novo decreto no Diário Oficial do município, nesta sexta-feira, dia 28. Parte das regras continuam valendo até o dia 14 de junho.

No 21º boletim epidemiológico divulgado durante a coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira, traz queda no número de óbitos e de atendimentos na rede de urgência e emergência em casos de síndrome gripal e síndrome respiratória aguda grave. Já os casos confirmados — uma média móvel das últimas quatro semanas — está estável.

Entre as mudanças, a restrição de horário para música ao vivo em bares e restaurantes, que antes era até as 23h, deixa de existir. Ou seja, não é mais estipulado horário para que esses eventos acabem. Esses estabelecimentos também podem reduzir o distanciamento entre as mesas, passando de dois metros para 1,5 metro.

Continuam liberadas as aulas em grupos nas academias de ginástica, piscinas e centros de treinamento e condicionamento físico, desde que limitadas a um indivíduo a cada quatro metros quadrados.

O município também não faz menção à proibição da chegada de ônibus fretados na cidade. Antes, estava determinada a proibição de veículos oriundos de outros municípios — excetos os de linha convencional — de entrar na cidade.

No decreto de Paes, permanece proibido eventos em boates, danceterias e salões de dança; e a realização de festas que necessitem de autorização transitória, em áreas públicas e particulares.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos