Prefeitura do Rio vai antecipar seleção de editais para adiantar recursos para produtores culturais

Praça Mauá com Museu do Amanhã ao fundo, um dos equipamentos municipais fechados pela pandemia

RIO - Enquanto aguardam a negociação da Secretaria Especial da Cultura com o Ministério da Fazenda por ações e recursos para o setor, produtores também buscam com estados e municípios formas de socorrer a cadeia produtiva em meio à pandemia de Covid-19 e a impossibilidade de realizar eventos no período da quarentena.

Questionado em relação às ações emergenciais planejadas pelo município para o segmento, o secretário de Cultura, Adolfo Konder, informou que a pasta vai adiantar o processo de seleção dos editais dos Pontos de Cultura e da Música para Lonas, Arenas e Areninhas. Sarão dez pontos de cultura financiados com R$ 70 mil, e um Pontão de Cultura, que receberá R$ 300 mil. Os projetos de música selecionados receberão R$ 30 mil cada. A proposta é que cada projeto selecionado receba os recursos o quanto antes, independentemente do processo de realização.

Em relação aos recursos do ISS, o secretário disse que a pasta vai seguir o cronograma normal de desembolso e rever projetos que tiveram problema de execução por conta do coronavírus.

- Estamos fazendo estudo orçamentário para viabilizar financiamentos para ações e projetos em plataformas online voltados para pequenos produtores e artistas de rua - complementa Konder.

Já a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (Secec) informa por nota que está dialogando com "lideranças e segmentos culturais para dimensionar o real impacto do fechamento temporário dos equipamentos e atividades do setor" e que "um grupo de trabalho foi criado para debater ações que visam a diminuição dos prejuízos à cultura do Estado".